Quem curte motos desde criancinha não perde a oportunidade de se informar ou aproximar das máquinas sobre duas rodas. Existem pelo menos 7 museus espalhados pelo Brasil afora que merecem a visita dos admiradores e aficionados nesses veículos.

Um desses santuários está instalado na charmosa Pirenópolis de Goiás. O Museu Rodas do Tempo abriga uma exposição permanente de motocicletas, scooters e bicicletas antigas, além de brinquedos e loja de lembranças.

O Museu Rodas do Tempo é a realização do sonho de mais de 30 anos de Augusto Cesar Pires, que começou a resgatar e restaurar essas raridades antigas no Rio de Janeiro, no início da década de 80. Com a transferência para a Capital Federal, por motivos de trabalho, todo seu acervo acompanhou as malas da mudança.

Em 2009 a coleção foi transferida para Pirenópolis já dentro da proposta do Museu Rodas do Tempo. Ao final de outubro de 2010 foi finalmente aberto ao público. Hoje o Museu é uma das maiores coleções particulares de veículos antigos de duas rodas existente no Brasil, o Museu tem em seu acervo motocicletas das marcas Indian, Rokon, Harley-Davidson, BSA, Matchless, Ariel, Velocette, BMW, DKW, Rabeneik, Guzzi, Ducati, Mondial, Minarelli, Honda, Yamaha, Suzuki e até a brasileira Amazonas, dentre outras.

Andar pelos salões do museu é realmente viajar no tempo e perceber como as coisas evoluíram. O acervo é apaixonante, desde os primórdios das bicicletas com rodas em madeira ou ferro, às motos rústicas ou esportivas. É mesmo uma verdadeira viagem que chama a atenção, também, para a determinação do idealizador por se dedicar a esse amor por duas rodas que corre nas veias de milhares de apaixonados. Vale a pena conferir quando for a Piri. Fica a dica.

Para quem está mais interessado, o valor da entrada é R$ 40 para adultos e R$ 20 para ciclistas, motociclistas, crianças de 6 a12 anos, estudantes e idosos. Crianças até 5 anos não pagam.

Bons ventos!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *