A charmosa e deliciosa Piri, como é tratada a cidade de Goiás pelas pessoas que a adotaram como destino e/ou morada, foi batizada com o nome de Pirenópolis em homenagem a Serra dos Pireneus que a cerca. A região foi tombada em 1998 pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN) e sua economia se fortaleceu em torno do artesanato e da extração de pedras, que foram usadas na própria cidade para construção das casas e das ruas.

Pirenópolis é um exemplo a ser seguido de economia criativa, pois a maior parte dos produtos carrega a originalidade e a criatividade baseada na cultura e na arquitetura históricas. As calçadas em paralelepípedos cruzam casarios coloniais, que no centro da cidade, na sua maioria, deram espaço às famosas lojinhas de Piri — carregadas de energia positiva, cores, alegria e encantos.

Andar sem pressa pelas ruas espremidas entre as lojas é um programa e tanto, principalmente, para as mulheres. O comércio é o espelho da história goiana, onde o turista é recebido com hospitalidade e alegria num ambiente mágico e suavizado com peças de arte feitas com muito carinho pelos artesãos da região. São produtos autênticos e de muita qualidade, com destaque para as peças com design em prata. Nesse rol de produtos estão a cerâmica artesanal, a tecelagem, as artes plásticas, os móveis ecológicos, os tecidos típicos da região entre outros materiais feitos com técnicas criativas e exclusivas. Tudo isso pode ser encontrado nas charmosas lojinhas localizadas no Centro Histórico, nos bistrôs e nos ateliês dos próprios artistas espalhados pela cidade. Há ainda espaços públicos como a Feira de Artesanato que abriga os artesãos locais que não possuem um ambiente comercial próprio para exporem seus trabalhos.

As lojinhas que falamos estão concentradas, principalmente, na Rua do Bonfim e no Largo do Rosário. Já a Feirinha fica na Praça Central e funciona nos finais de semana e feriados. Caminhar entre as bancas da feira e nas calçadas à frente das lojinhas é um programa que as pessoas não cansam de repetir, pois a variedade de jóias, máscaras, bolsas, tapetes, sabonetes artesanais e peças de arte parece não ter fim. Existem produtos cheios de encanto. São artesanatos brilhantes, feitos por artistas conhecidos e anônimos. Artesanato de primeira linha criado por gente da cidade e por artistas de fora também, que vieram em busca do sonho de uma vida simples e com muito charme, qualidade, arte e cultura.

Enfim, se você for a Piri e não fizer esse passeio entre as lojinhas não terá sentido por completo a energia e a magia da cidade. Isso não se explica em palavras. Só indo. Só quem vive essa experiência sabe do que falamos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *