Das 25 cervejarias artesanais de Goiás, duas funcionam na cidade histórica e produzem mensalmente quase 8 mil litros da bebida. Entre os dias 20 e 22 de junho, o município será palco do PiriBier, um dos principais festivais cervejeiros do Brasil

O PiriBier movimentará Pirenópolis pelo quinto ano consecutivo durante o feriado prolongado de Corpus Christi, entre os dias 20 e 21 de junho, das 18h às 2 horas; e no dia 22, das 16h às 2 horas. Além dos mais de 200 rótulos de cervejas artesanais do Brasil e do Mundo que serão oferecidos, o evento trará palestras, degustações harmonizadas, oficinas de produção da bebida e muita música também.

Mas a escolha da cidade histórica para sediar o PiriBier, não é por acaso. Pirenópolis abriga, atualmente, as fábricas de duas importantes marcas de cervejas artesanais: Santa Dica e a Stone House Brewing Co.. De acordo com dados de 2018 da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Goiás é o estado que mais possui estabelecimentos deste tipo na região Centro-Oeste, com 25 cervejarias artesanais, e o sétimo do Brasil.

Aproveitando esse avanço da cultura cervejeira em Pirenópolis, a Êiou Cervejas Especiais se transformou em um dos principais pontos de encontro dos apreciadores da bebida na cidade. De acordo com o proprietário do estabelecimento, Lucas Amaral, o espaço, que fica na Rua do Rosário, no Centro Histórico, oferece cerca de 130 rótulos, sendo a metade de Goiás e do Distrito Federal.

Com pouco mais de dois anos de funcionamento, Lucas conta que percebeu que tanto os moradores quanto os visitantes da cidade estão conhecendo cada vez mais sobre as cervejas artesanais e aprendendo a apreciar a bebida de outra forma. “Os nossos clientes estão sempre aprendendo sobre o produto que estão consumindo e, quem ainda não conhece, acaba tendo mais abertura. Um dos produtos mais pedidos aqui são as cervejas locais. Quem chega em Pirenópolis já sabe que tem cervejarias aqui e acabam pedindo”, destaca.

Produção para amigos

Fundada em 2012, com a proposta de ser apenas uma produção interna voltada para um grupo de amigos pirenopolinos, a Santa Dica acabou se tornando um rótulo reconhecido no mercado nacional de cervejas artesanais. Sua produção se expandiu em 2016, e hoje, a fabricação na cidade histórica é responsável pelo processamento de 5 mil litros de cervejas artesanais de três rótulos distintos. Além de Pirenópolis, a produção também alcança as cidades de Goiânia, Rio Verde, Anápolis e Jataí.

De acordo com um dos sócios-proprietários do estabelecimento, Ernesto Mathias, o número de frequentadores do Santa Dica aumentou nos últimos anos. “Parte da população não conhecia, mas a cerveja passou a ter muita identificação com a cidade, desde o rótulo até a casa centenária onde é produzida. Já os turistas se sentem atraídos para experimentar uma cerveja produzida em um local histórico”, afirma.

Toque americano

Outra cervejaria que está em funcionamento em Pirenópolis há pouco mais de três meses é a Stone House Brewing Co., que oferece oito opções de cervejas artesanais. De acordo com o proprietário Flávio de Castro, o estabelecimento produz uma média de 2,5 mil litros por mês e a expectativa é que o consumo do produto aumente ainda mais no segundo semestre. “Abrimos no período da Quaresma e, muito por conta disso, acredito que os próximos meses serão ainda mais positivos”, destaca.

Flávio morou por 30 anos nos Estados Unidos e decidiu voltar ao Brasil por conta da família. “A minha mulher e o meu filho queriam aprender português e optamos por uma cidade que fosse pequena, mas que, ao mesmo tempo, também apresentasse potenciais para desenvolver um grande negócio, no caso, a cervejaria”, explica. Da terra do Tio Sam, Flávio fez questão de trazer a técnica da produção local. “Os americanos gostam de trabalhar com inovação e não ficam restritos apenas à receita. Eles brincam com a cerveja e isso serve como um diferencial da marca”, completa.

Apesar do nome em inglês, Flávio destaca que “Stone House” é uma homenagem a Pirenópolis por conta do cenário característico da cidade. “A tradução para o português é Casa da Pedra e o nome foi inspirado nas próprias ruas de Pirenópolis, formadas por suas famosas pedras”, explica. O Stone House abre de quinta-feira a domingo, das 13 horas à meia-noite, e tem a expectativa de abrir, ainda neste ano, uma cozinha que remeta às características americanas.

PiriBier

As duas cervejarias pirenopolinas estarão presentes no PiriBier de 2019. Trabalhando a ideia de “Beba menos, beba melhor!”, o organizador do festival, Ricardo Trick, afirma que o evento não promove a “bebedeira” e busca associar o consumo de cervejas artesanais com responsabilidade, dentro de um cenário acolhedor e belo, como Pirenópolis. “O Piri Bier também contribui para a economia da cidade, atraindo um público diferenciado, que gera ocupação nos hotéis e pousadas. Muito mais que um festival de cervejas, é uma ferramenta de cultura e empreendedorismo, que trata o mercado cervejeiro como um livro a ser compartilhado”, destaca Trick sobre o evento, que tem como principal objetivo promover a cultura cervejeira da cidade.

Os ingressos para a quinta edição do Piri Bier são limitados e podem ser adquiridos em Pirenópolis, na Êiou Cervejas Especiais; em Goiânia, na loja Marolla Surf do Passeio das Águas Shopping, The Body Shop e no restaurante Tribo do Açaí; e também Aparecida de Goiânia, na loja TXC do Buriti Shopping. As vendas também estão disponíveis on-line no site https://baladapp.com.br/a/piribier/1248. Os preços variam de R$ 30,00 (individual meia-entrada) a R$ 115,00 (passaporte promocional de três dias).

Movido pelo respeito ao meio ambiente e integração a natureza e arquitetura da cidade, o Quinta Santa Bárbara é o PRIMEIRO ECO RESORT de Pirenópolis.

E VOCÊ PODE SER UM DOS EXCLUSIVOS PROPRIETÁRIOS!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *