Além de sua beleza histórica e artística, Pirenópolis possui ao seu redor encantos naturais que fazem da cidade uma das mais conhecidas no Brasil para a prática do ecoturismo ou o turismo de aventura. Suas cachoeiras, por exemplo, são um atrativo a parte. Ao todo, são 90 cadastradas, porém apenas 14 estão abertas à visitação.

Para quem não conhece ou para quem já conhece e quer se apaixonar ainda mais por essa charmosa cidade do interior de Goiás, o Portal EU AMO PIRI traz um roteiro dos principais pontos de cachoeira aberto ao público. Confira!

Cachoeiras das Araras e Renascer

Foto: via www.cenasgoianas.com.br
Foto: via www.cenasgoianas.com.br

Com uma queda de 7 metros, a Cachoeira das Araras tem um fácil acesso, por ônibus inclusive. Localizada numa área particular próxima a GO 338, na saída para Goianésia, o local possui uma trilha nível leve de 200 metros. Para receber os turistas o local conta com restaurante, que funciona nos finais de semana e feriados, e banheiros públicos. Já a cachoeira Renascer possui uma trilha moderada de 1.800 metros. O atrativo turístico usa a mesma infraestrutura da cachoeira das Araras, com banheiro público e o restaurante. É liberada a entrada de bebidas, alimentos e animais domésticos.

– Acesso da cidade até o local: 17 km (15 km pelo asfalto e 3km em estrada de chão)
– Funcionamento: 8h às 18h todos os dias
– Informações: (62) 9145-1516
– Cobra taxa de visitação (não aceita cartão).

Cachoeira do Rosário

Foto: via cachoeiradorosario.com.br
Foto: via cachoeiradorosario.com.br

Com uma enorme queda de 42 metros, a Cachoeira Nossa Senhora do Rosário está localizada em um santuário natural com uma mata ciliar exuberante e corredeiras cristalinas. A localização é próximo à GO 338, saída para Goianésia, percorrendo-se 24 quilômetros de asfalto e outros nove em estrada de chão.

Possui uma trilha de 300 metros com escadaria que dá acesso a uma primeira queda d’água (caminhada de nível moderado) e outras três que exigem maior esforço. Possui um acesso mais difícil para ônibus. Vans vão até o local. Não é permitida a entrada de animais domésticos. O local conta com restaurante self service à vontade, que funciona somente nos finais de semana, e banheiro público.

– Funcionamento: das 8h às 18h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: 24km de asfalto e 9km de estrada de chão
– Informações: (62) 8417-6565
– Cobra taxa de visitação (não foi informado se aceita ou não cartões)

Cachoeira Meia Lua

Cachoeira Meia Lua

É uma cachoeira muito agradável e com locais de fácil acesso. Possui piscinas naturais e uma rica flora. Está localizada apenas a seis quilômetros da cidade, na Fazenda Meia Lua, aos pés da Serra dos Pirineus.

Possui uma trilha nível moderado de 200 metros em escadaria. Para receber os visitantes, conta com uma lanchonete e banheiros. Não aceita animais domésticos, mas pode levar bebida e comida. Está numa área privada com acesso pela Estrada do Parque dos Pirineus, sendo dois quilômetros de asfalto e quatro por estrada de chão.

– Funcionamento: das 8h às 18h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: 2 km de asfalto e 4 km por estrada de chão
– Informações: (62) 9622-2957
– Cobra taxa de visitação (não aceita cartão)

Cachoeira Usina Velha

cahoeira usina velha - thalita braga

Formado por uma série de pequenas quedas d’água, o local tem esse nome porque era onde funcionava uma antiga usina de energia elétrica. Está localizada junto ao Ribeirão do Inferno, afluente do Rio das Almas. Tem acesso fácil por carro, ônibus e van, indo pela Estrada dos Pireneus, onde se percorre dois quilômetros de asfalto e um quilômetro e meio por estrada de chão. Para receber os visitantes conta com banheiros, lanchonete e estacionamento. Não aceita animais domésticos e também não é permitido entrar com comida e bebida.

– Funcionamento: da 8h às 18h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: 2 km de asfalto e 1,5 km por estrada de chão
– Informações: (62) 3331-3071, (62) 3331-1171 ou (62) 96721968
– Cobra taxa de visitação (não aceita cartão)

Cachoeira dos Dragões

Com uma trilha moderada de 4,5 quilômetros em mata fechada, a Cachoeira dos Dragões é formada por um conjunto de oito quedas d´água. Localizada na região conhecida como Várzea do Lobo, está a 40 quilômetros da cidade. O acesso é pela GO 338 (saída para Goianésia). Não aceita animais domésticos, não há restaurante ou lanchonete, mas pode-se levar o próprio lanche, porém, não são permitidas bebidas alcoólicas. O local conta com banheiro público.

– Funcionamento: Das 9h às 17h, de quarta á domingo, e às segundas e terças só com agendamento de grupos
– Acesso da cidade até o local: são 40 km, sendo 20 de asfalto e 20 por estrada de chão.
– Informações: (62) 9629-4063
– Cobra taxa de visitação

Cachoeira Bonsucesso

CACH. BONSUCESSO_Nivaldo da Trindade

É outro conjunto de quedas d’águas localizado na fazenda Bonsucesso. As seis cachoeiras pertencem ao ribeirão Soberbo, um dos afluentes do Rio das Almas. O acesso é pela saída na Ponte de Madeira, no centro histórico, seguindo-se até o final da avenida e depois virando a direita na estrada de chão. Serão cinco quilômetros até chegar ao destino. O local possui uma trilha de nível médio, até as quatro primeiras cachoeiras, e de nível alto até as outras duas restantes. O restaurante só funciona nos fins de semana e feriados prolongados. Não é permitida a entrada de animais domésticos e não aceita-se cartão.

– Funcionamento: das 9h às 17h todos os dias.
– Acesso da cidade até o local: 5 km de estrada de chão
– Informações: (62) 9622-2957 ou (62) 9605-1176
– Cobra taxa de visitação

Cachoeira do Abade

ABADE II

A Reserva do Abade possui uma trilha leve moderada de 400 metros que leva até a principal cachoeira do local, uma queda d’água com 20 metros de altura. A caminhada também dá acesso ao Cânion, que possui cachoeira para banho. O local também conta com outra trilha moderada mais longa, de 2,5 quilômetros, onde se visita outras quatro cachoeiras e diversos mirantes com lindas paisagens. Localizada na Fazenda Cabaçais, arraial de Lavras do Abade, o acesso é pela Estrada dos Pireneus, num total de 17 quilômetros, sendo cinco de asfalto e 10 em estrada de chão. Possui lanchonete e banheiros. Vans têm acesso ao local. Não é permitida a entrada de animais domésticos e não são aceitos cartões como forma de pagamento.

– Funcionamento: das 9h às 17h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: são 17km no total, sendo 5 km em asfalto e 12 km por estrada de chão
– Informações: (62) 94450910, (62) 8145-9597 ou (62) 9132-9694
– Cobra taxa de visitação

Cachoeira Santa Maria e Cachoeira do Lázaro

Cachoeira Santa Maria - Thalita Braga 1

Essas duas quedas d’águas estão localizadas na reserva ecológica Vargem Grande. A Cachoeira Santa Maria, é acessível por uma trilha calçada de 400 metros em meio à mata e rodeada por uma linda praia de areia branca. É um ótimo local para mergulho. Mas quem for mais animado pode visitar a Cachoeira do Lázaro, acessível por uma trilha de 1.500 metros. O local possui estrutura de apoio ao visitante, como quiosques e banheiros. Uma lanchonete funciona no local todos os dias e aceita cartões de débito e crédito. A entrada para essas duas cachoeiras está a 11 quilômetros da cidade e o caminho é pela estrada dos Pireneus. Há acesso para vans.

– Funcionamento: Aberto de segunda a segunda das 9h às 17h, mas os visitantes são recebidos somente até as 16h.
– Acesso da cidade até o local: 11 km, sendo 7 km de estrada de chão
– Informações: (62) 3331-3071
– Cobra taxa de visitação

O Santuário Vagafogo

Foto: via acrosstheuniverse.blog.br
Foto: via acrosstheuniverse.blog.br

É uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, criada em 1990 para promover a educação ambiental, o ecoturismo e a produção sustentável de alimentos. Possui uma pequena cachoeira com piscina natural e águas limpidas. O local conta também com uma trilha interpretativa em um percurso de 1.500 metros, que revela árvores centenárias da mata ciliar que margeia o Rio Vagafogo. O Santuário oferece ainda atividades para visitantes de todas as idades como: arvorismo e rappel, observação de fauna e flora, biblioteca, quiosque com redes para descanso e um brunch com 45 itens produzidos na própria Fazenda, a partir de frutos do Cerrado e produtos locais. Possui banheiros, acesso para ônibus e vans e aceita animais domésticos. O acesso é pela Ponte de Madeira, no centro histórico, e seguindo-se seis quilômetros até o local.

– Funcionamento: Das 9h às 16h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: 6 km, sendo 5 km por estrada de chão
– Informações: (62) 3335-5815 ou (62) 9115-0376
– Cobra taxa de visitação

Cachoeiras do Parque Estadual dos Pireneus

Cachoeira Coqueiro

Espalhado por uma área de quase três mil hectares, o Parque Estadual dos Pireneus abriga várias cachoeiras, entre elas a do Coqueiro, Sonrisal e a Garganta do Inferno. Situada a 17 km do Centro de Pirenópolis, sendo dois quilômetros de asfalto e mais 15 quilômetros de estrada de terra, a Cachoeira do Coqueiro localiza-se no Ribeirão Santa Maria, um pouco acima da Cachoeira Garganta do Inferno. O acesso é fácil e a trilha é de apenas alguns metros, o local não possui infraestrutura, porém apresenta variada biodiversidade. Para chegar lá, basta seguir pela Estrada dos Pireneus. É uma cachoeira que destaca-se pelo seu belo poço para banho e pela massagem natural que a sua queda proporciona aos banhistas.

Localizada no Córrego Capitão do Mato, dentro do Parque dos Pireneus, a cachoeira Sonrisal possui 10 metros de altura. O acesso é pela estrada para pedreiras, sendo 15 quilômetros de terra e uma trilha com dois quilômetros de acesso fácil.

Já a Garganta do Inferno está a 17 quilômetros do Centro de Pirenópolis, sendo dois de asfalto e mais 15 deestrada de terra. A queda d’água de dez metros de altura está no Ribeirão Santa Maria. O acesso é fácil e a trilha é de apenas 300 metros, o local não possui infraestrutura, porém apresenta variada biodiversidade. Para conhecer, basta seguir pela Estrada dos Pireneus. É uma cachoeira que destaca-se pelo seu belo poço para banho. Para a visitação nesses três pontos do Parque é necessário a orientação de guia credenciado.

– Funcionamento: Das 9h ás 17h todos os dias
– Acesso da cidade até o local: 17 km no total, sendo 2 km de asfalto e mais 15 km em estrada de terra
– Informações: telefone não divulgado
– Entrada gratuita

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *