50 quadros da artista plástica Heloísa Martins serão expostos e colocados à venda pelo valor de R$ 70,00 na próxima quarta-feira (27/3). Valor arrecadado será revertido para população em situação de vulnerabilidade social.

O Instituto Pirenopolino de Apoio Social e Cidadania (Ipasc) promove a partir desta quarta-feira (27/3), às 20 horas, uma mostra beneficente com obras da artista plástica e artesã Heloísa Martins. Os 50 quadros que compõem a exposição ficarão, por tempo indeterminado, no bazar permanente do Centro Espírita Fé, Esperança e Caridade (Cefec), onde poderão ser adquiridos por R$ 70,00 cada. O Cefec fica Rua José Gabriel no Jardim Taquaral, em Pirenópolis.

De acordo com a professora aposentada e fundadora do centro espírita, Maria Viviane Ribeiro, a arrecadação conseguida com as obras será revertida para ajudar moradores de regiões mais carentes de Pirenópolis. “Atualmente, ajudamos cerca de 30 a 40 famílias dos bairros mais vulneráveis, fazendo obras emergenciais”, diz a educadora. “Fazemos também reformas necessárias para possibilitar uma vida mais digna a famílias carentes de recursos financeiros. Se uma casa não tem banheiro adaptado para deficientes, nós fazemos”, exemplifica.

Fundado há 10 anos, o Ipasc também faz trabalhos sociais com jovens e crianças por meio do artesanato. Segundo Maria Viviane, um dos objetivos do instituto é manter um centro profissionalizante para gerar mão de obra qualificada para a cidade. “Trabalhamos com os aspectos éticos, a cidadania e com a preocupação com o próximo. Assim, entendemos que podemos formar uma sociedade mais justa e fraterna sem qualquer tipo de discriminação religiosa”, explica.

Os quadros, desenhos em giz pastel oleoso e seco sobre papel canson, foram cedidos pela artista plástica e artesã Heloísa Martins, que ao lado do marido, o também artesão Heitor de Jesus Silva, fundaram há 16 anos a Capitão Sujeira, loja de artesanato localizada no centro histórico de Pirenópolis. O casal de artistas é conhecido por seus trabalhos em couro, feitos com lonas usadas de caminhão e com retalhos de outros diversos tipos de tecido, matérias-primas que se transformam em todo tipo de adereço, peça de vestuário e acessórios, como bolsas, malas para viagem, botas, chapéus e até case para instrumentos musicais. Apesar de ter os trabalhos em couro e a lona como sua especialidade, Heloísa tem parte de sua produção artística voltada à pintura.

 


 

Movido pelo respeito ao meio ambiente e integração a natureza e arquitetura da cidade, o Quinta Santa Bárbara é o PRIMEIRO ECO RESORT de Pirenópolis.

E VOCÊ PODE SER UM DOS EXCLUSIVOS PROPRIETÁRIOS!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *