O Festival de Documentário Brasileiro está em seu segundo ano e, além da mostra competitiva, oferecerá cursos e oficinas. Toda a programação é gratuita.

Pirenópolis será entre os dias 3 e 7 de agosto a capital nacional do documentário. A cidade história receberá mais uma edição do PirenópolisDoc – Festival de Documentário Brasileiro, que está em seu segundo ano. Durante cinco dias, o palco dessa celebração cultural será o lendário Cine Pireneus, no Centro Histórico.

No último dia 2 de julho a organização do Festival divulgou as 26 obras selecionadas entre as 500 inscritas para a mostra competitiva. Se inscreveram, filmes e vídeos documentários realizados no Brasil, ou em coprodução com outros países, finalizados entre janeiro de 2015 e 1° abril deste ano, quando foram encerradas as inscrições.

Mostra de documentários promete agitar Pirenópolis entre os dias 3 e 7 de agosto
Mostra de documentários promete agitar Pirenópolis entre os dias 3 e 7 de agosto

O festival é composto por mostras competitivas de curtas, médias e longas-metragens, além de uma mostra dedicada aos documentários produzidos em Goiás. Para este ano, a curadoria do evento será feita por Fabiana Assis, diretora do festival e pós-graduanda em cinema documentário; Rafael de Almeida, pesquisador e professor de cinema; e Uliana Duarte, documentarista e mestre em Gestão do Patrimônio Cultural.

O PirenópolisDoc abarca duas categorias em seu processo de seleção: competição de documentários de longa ou média-metragem (a partir de 31min) e competição de documentários de curta-metragem (até 30min).

Cursos

A programação do festival conta ainda com homenagens, mostras especiais, debates e cursos, cujas inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 20 de julho.

O lendário Cine Pireneus será palco da segunda edição do PirenópolisDoc
O lendário Cine Pireneus será palco da segunda edição do PirenópolisDoc

O Festival é uma realização da Violeta Filmes e Maricota Produções, com patrocínio da empresa Compleite; apoio do Governo de Goiás, Prefeitura de Pirenópolis e Lei Goyazes de Incentivo à Cultura; apoio cultural da Goiás Turismo, Studio K, Quanta Post, Doctv Goyaz, ]Janela[, e colaboração do Pé di Café, Taki Sushi & Café e Restaurante Tempero do Rosário.

Confira a seguir a lista das obras selecionadas:

Mostra competitiva nacional de longas

Aracati, Julia De Simone e Aline Portugal, Rio de Janeiro / Ceará
Banco Imobiliário, Miguel Antunes Ramos, São Paulo
Crônica da demolição, Eduardo Ades, Rio de Janeiro
O Homem que Matou John Wayne, Diogo Oliveira e Bruno Laet, Rio de Janeiro
Porque era ela, Luciana Vieira, Ceará
Talvez Deserto Talvez Universo, Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes, Rio de Janeiro / Portugal


Mostra competitiva nacional de curtas

Abissal, Arthur Leite, Ceará
As incríveis histórias de um návio fantasma, André Bomfim e Gustavo Rosa de Moura, São Paulo
Buscando Helena, Roberto Berliner e Ana Amélia Macedo, Rio de Janeiro
Dia de pagamento, Fabiana Moraes, Pernambuco
Entre o traço e a luz, Zeca Ferreira, Rio de Janeiro
Mohamed, Dayana Dalloul, Distrito Federal
Natureza morta, Mariana Kaufman, Rio de Janeiro
O rosto da mulher endividada, Renato Sircilli e Rodrigo Batista, São Paulo
Orquestra invisível let’s dance, Alice Riff, São Paulo
Quem matou Eloá?, Lívia Perez, São Paulo
Retrato de Carmem D., Isabel Joffily, Rio de Janeiro
Tatame, Daniel Nolasco e Felipe Fernandes, Rio de Janeiro
Trem, Renato Coelho, São Paulo

Mostra regional

A dama do cerrado e o exército de São Francisco, Viviane Louise, Goiânia – GO
Entre nós, Patricia Guedes da Silva, Goiânia – GO
Homo Ludens, Daniela de Oliveira, Goiânia – GO
João Pé de Chumbo: seus segredos, Julia Pascali, Pirenópolis – GO
Leblon Marista, Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista, Goiânia – GO
Muitos Me Seguem Mas Só Deus Me Acompanha, Rei Souza, Anápolis – GO
Operação 2,80, Gabriel Cunha Vilela e Lucas Xavier de Oliveira, Goiânia – GO


Por Anderson Costa

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *