Pirenópolis está geograficamente totalmente inserida no bioma Cerrado. Segundo maior bioma do país em área, superado apenas pela floresta Amazônica, corresponde a cerca de 20% do território nacional. Sua flora se destaca pelo alto índice de diversidade, suas belas flores e seus arbustos retorcidos.

Por ser região de transição entre a depressão do Tocantins e os altiplanos do Planalto Central, onde se localiza Brasília, as altitudes variam da ordem de 600 a 1300 metros, dando à região uma variação fisionômica muito alta. É possível encontrar desde matas, densas e úmidas a campos altos e limpos.

Pirenópolis se localiza bem no centro, ocupando partes altas do Planalto Central e partes baixa do Mato Grosso Goiano. Circundado do nordeste ao sul por serras, possui um relevo acidentado, com áreas altas com campos de altitude, paredões e picos rochosos, vales  com matas úmidas rodeadas de cerrado e campos e planícies com cerradão e matas úmidas e secas.

O Cerrado de Pirenópolis é muito belo. A cidade mantém sua natureza preservada. É possível observar em seus morros circundantes a vegetação nativa do Cerrado, repleta de árvores frutíferas.

Uma curiosidade: Pirenópolis ocupa o terceiro lugar no ranking de produção de bananas no Estado de Goiás, ficando atrás apenas de Uruana e Anápolis.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *